Notícias

Você está em: Página InicialNotícias

Jovem médico perde a vida em acidente de moto na BR-470

Data de inclusão: 18/10/2013 14:11

No último sábado (12), um grave acidente na BR-470, envolvendo duas motocicletas, vitimou Jeovane de Bairros, 28 anos, e  Glauco Luis Frare, 36 anos, ambos moradores de Navegantes. Os dois pilotavam, respectivamente, a moto Yamaha YBR 125 e uma CBR 600, sendo que os dois veículos bateram de frente e, segundo uma pessoa que presenciou o sinistro, ambos vinham em velocidade alta.

Glauco, que era médico, fazia parte da equipe de Estratégia Saúde da Família (ESF), e realizava plantões na Policlínica de Machados, duas a três vezes por semana, no período noturno. “Era uma pessoa e um médico excelente. Trabalhava no ESF e ainda dava plantão na Policlínica. Ele não tinha consultório particular, atendia só pelo SUS. Uma grande perda.”, frisou o secretário de Saúde, Samuel Paganelli.

A morte do jovem médico reacende uma discussão sobre a falta de segurança dos veículos de duas rodas.

Constante

Segundo o sargento Giovane, do Corpo de Bombeiros Militar, em Navegantes são registrados aproximadamente cinco acidentes por dia. “O acidente que mais acontece é o envolvendo motocicleta. Atendemos de quatro a cinco por dia.”, relatou o sargento.

Hospital

Segundo o enfermeiro Juliano Busana, que trabalha no Hospital Nossa Senhora dos Navegantes, entre três a quatro pessoas, em média, dão entrada diariamente por conta de acidentes de moto. A diferença em relação ao número apontado pelo Corpo de Bombeiros se dá pelo fato de os casos mais graves serem encaminhados diretamente ao Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí, também pelo fato de alguns serem liberados ainda no local do acidente.

Preocupação

Não há estatísticas que comprovem a quantidade de acidentes que acontecem em Navegantes, porém, o número de mortes em acidentes de trânsito com motos no Brasil aumentou 263,5% em 10 anos, segundo dados do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM), criado pelo Ministério da Saúde.

Evolução

Em 2011, foram 11.268 mortes no país, contra 3.100 usuários de motos mortos em 2001. O Ministério da Saúde informa que os dados de 2011 são os mais recentes disponíveis, visto que o processo de registro de óbito é demorado, levando até dois anos para contabilizar todos os casos.

BR-470

Se as motos já são perigosas, transitar em duas rodas pela BR-470, a rodovia da morte, potencializa os riscos. Segundo levantamento da Polícia Rodoviária Federal, em 2011, último registro disponível, no trecho navegantino da BR-470, foram contabilizadas 30 vítimas fatais em acidentes de trânsito.

Perigo

O trecho urbano da BR-470 é o mais perigoso, pois, entre os quilômetros 0 a 16, foram registradas 60% das mortes, com 18 pessoas perdendo a vida.

Duplicação

Vale ressaltar que a presidente Dilma Rousseff (PT), durante a campanha, em 2010, enquanto visitava a região, prometeu duplicar a BR-470, o que ficou apenas na retórica.

Imagens relacionadas

Jovem médico perde a vida em acidente de moto na BR-470